Buscar

domingo, 12 de agosto de 2012

UFOS E ETS ALGUEM DUVIDA


UFOS , Ainda alguem duvida?

     
Comentários sobre avistamentos de UFOs feitos por pessoas acima de qualquer suspeita.Ufologia mexico

-"Controle, nos estamos vendo um UFO nos seguindo, aguardo instruções."Astronauta Cady Coleman.Transmissão da NASA, missão do Ônibus Espacial STS-73.


-"Sempre que os astronautas estavam no espaço eles nunca estiveram sozinhos, estavam sempre sendo vigiados por UFOs." Astronauta da NASA Scott Carpenter. Carpenter fotografou um UFO quando esteve em órbita no dia 24 de maio de 1962. A NASA até hoje não publicou a foto.


-"Eu olhei pra fora da janela do avião e vi uma luz branca, ela estava em movimento, tipo zig zag.Fui na cabine do piloto e perguntei: Você já viu algo assim? O piloto estava chocado e disse: Não!" Ex-presidente Ronald Reagan, descrevendo um encontro com um UFO em 1974 para o jornalista veterano, chefe do escritório do Wall Street Journal em Washington D.C., Norman C. Miller.

-"O Fenômeno UFO é real. Eu sei que existem organizações científicas que estudam o fenômeno. É um assunto que deve ser tratado seriamente." Ex-presidente da União Soviética Mikhail Gorbachev.

-"Mais de 10.000 avistamentos foram reportados, na sua maioria não puderam ser explicados cientificamente." Marechal do Ar Lord Dowding. Comandante da Real Força Aérea durante a 2º Guerra Mundial.

-"E não me diga que eram reflexos, eu sei que eles eram objetos sólidos." Tenente D.A. Swimly Força Aérea Americana, comentando um avistamento de oito objetos em forma de disco que ele e outros oficiais avistaram sobrevoando a base da Força Aéria de Hamilton na California em 3 de agosto de 1953.

-"Nós perdemos entre 16 e 18 ICBMs (mísseis balísticos intercontinentais com ogivas nucleares) na mesmo hora em que UFOs estavam presentes na área. Um oficial de alta patente falou: Parem a investigação, não falem mais sobre isso e não escrevam um relatório final." "Sei de muitos guardas militares que foram transferidos para o Vietnan por comentarem esses fatos." Capitão Robert Salas Força Aérea Americana, durante uma ectrevista gravada para o programa Disclosure.

-"Foi a coisa mais impressionante que vi. Era grande, muito brilhante, mudava de cor e era do tamanho de uma lua cheia. Nós observamos o estranho objeto por cerca de 10 minutos mas nenhum de nós sabia como explicar o avistamento." Ex-presidente Jimmy Carter entre outros que avistaram um UFO em Leary, Georgia em outubro de 1969.

hecimentos Básicos

O QUE SIGNIFICA UFO OU OVNI - A QUE SE PROPÕE A UFOLOGIA ?
O V N I são as iniciais de Objeto Voador Não Identificado, e UFO, as equivalentes a da mesma expressão em língua inglesa. Popularmente conhecidos como discos voadores, esta denominação, no entanto, além de não se revestir de qualquer aprofundamento de ordem científica, também não consegue definir a totalidade de formas até hoje catalogadas pela casuística ufológica. Os OVNIs já foram observados, fotografados ou filmados assumindo as mais variadas formas: discóides, triangulares, cilíndricas (em forma de charuto), piramidais, de bumerangues, esféricas, etc., etc., etc.......
                         
                   Forma triangular - incidência mundial                          Forma de pratos superpostos-velhos conhecidos
      
A UFOLOGIA, como não poderia deixar de ser, crê na realidade objetiva dos UFOS ou OVNIS e procura determinar sua origem e a finalidade de suas visitas à terra. A UFOLOGIA é um ramo da nafologia que estuda o fenômeno UFO.
E o que é NAFOLOGIA?
" É a ciência ou campo de estudo que lida e examina todos tipos de fenômenos e acontecimentos que dizem existir ou que aconteceram, para quais não existe explicação científica. Inclui campos tão diversos como: astrologia, ocultismo, supertição, espiritismo e reencarnação. A meta da nafologia é encontrar respostas para esses fenômenos e averiguar como e de que maneira afetam a vida humana. Algumas das áreas de interesse dos nafologistas estão também sendo estudados por outros ramos da ciência. A parapsicologia, por exemplo, está investigando a natureza e os efeitos de fenômenos psíquicos e de energia psicocinética. Essas áreas abarcam espiritismo e ufologia. Os progressos da parapsicologia terão aplicação direta em ufologia. Reciprocamente, a acumulação de dados sobre ufologia pode ser de interesse para a psicologia". "Por definição, o campo de interesse que a nafologia engloba declina na medida em que outros ramos da ciência aumentam seu conhecimento. Muitos fenômenos naturais, acontecimentos e ocorrências que antigamente eram mistérios e constituiam fonte de susto e temor para o homem, já foram cientificamente explicados. Antigamente os homens acreditavam, por exemplo, que o raio e o trovão eram causados por deuses zangados. Com o progresso da ciência, entretanto, o homem aprendeu que o raio e o trovão são fenômenos naturais, não mais buscando nenhum significado extraordinário neste fenômeno natural". A NAFOLOGIA, ASSIM, PREENCHE UM VÁCUO DEIXADO PELA FALTA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO. Queiramos ou não, mesmo os grupos que se dizem usuários de critérios científicos para estudar o fenômeno, na verdade, para levar adiante tal empreendimento, são quase ou totalmente carentes dos instrumentos da ciência. E é justamente por causa desta lacuna que devemos, além do inusitado que acompanha a UFOLOGIA, também lutar para desenvolver estes instrumentos científicos para lidar com os problemas e, por fim, tentar conseguir explicações científicas para eles.

O FENÔMENO UFO NA HISTÓRIA
1.ERA PRÉ-MODERNA OU CLÁSSICA
Os contatos ufológicos acontecem desde os mais remotos tempos da humanidade. Existem autores que, após intensos estudos, indentificaram diversas passagens da Bíblia com sendo avistamentos e até contatos feitos pelos personagens bíblicos com seres extraterrestres. O assunto também é identificado em outros escritos e inscrições antigas. O avistamento narrado pelo profeta Ezequiel é o melhor exemplo.
           
Acima, algumas iluminuras elaboradas aos longos dos séculos por copistas de bíblias, cujos autores, monges cistencenses e beneditinos, basearam-se na descrição feita pela profeta Ezequiel
                   
Na visão de técnicos da NASA, no entanto, esta seria a reprodução da RODA vista pelo Profeta Ezequiel


Algumas observações estranhas registradas na antiguidade:
Na antiguidade clássica Plínio aludiu no seu escrito "História Natural", no capítulo 33, do segundo volume, ao aparecimento no céu de um sol noturno: " (...) que pôs o céu noturno tão claro como o dia... e que foi observado noutras vezes nos consulados de Cecaelius e de Papirius".
Por sua vez, Cícero conta-nos no manuscrito "A Advinhação", que em dada altura foram vistos no céu dois sóis: " (...) aquele sol que luzia durante a noite produzia muito ruído no céu, parecendo explodir".
Desde os tempos mais antigos, os homens relatam ter visto estranhos objetos no céu. Um faraó supostamente viu círculos ardentes nos céus, e os índios americanos cultuam lendas de canoas voadoras.
Os primitivos romanos relataram ter visto escudos voadores.
Segundo algumas interpretações das esculturas astecas, o deus Quetzalcoatl chegou supostamente à Terra usando um capacete espacial bicudo e numa aeronave em forma de serpente.

2. ERA MODERNA
A fase moderna da história da ufologia teve começo em plena 2a. Grande Guerra Mundial, quando, em 1944, pertubados com os relatórios sobre avistamentos de OVNIS por pilotos (o que já vinham ocorrendo desde meados de 1943), o Estado-Maior da Força Aérea Alemã acionou a operação URANUS. Veredicto: novo equipamento bélico inimigo, sofisticado e poderoso.
Os pilotos americanos os chamavam de FOO-FIGHTERS (CAÇAS DE FOGO). Indistintamente, os foo-fighters tanto acompanhavam aviões das esquadrilhas aliadas quanto as nazistas.
 
Na foto acima, foo-fighters acompanhando aviões japoneses.
No entanto, a data que ficou para a história e que marca oficialmente a era moderna dos discos voadores é o dia 24 de junho de 1947, quando o piloto civil Kenneth Arnold, que sobrevoava montanhas da costa oeste americana (Monte Ranier)viu nove (9) objetos que, segundo ele, tinham movimento que lembrava os de discos quando atirados na água. Segundo Kenneth tais objetos atingiram a incrível velocidade de 1.200 milhas por hora (perto de 2.000 Km/h).
Sobre o tema, interessante conhecer parte de texto de autoria de Martin S. Kottmeyer:
"Foi um incrível mistério e tamanha sensação que chegou às primeiras páginas por toda nação americana. Logo todos estavam procurando por essas novas aeronaves que de acordo com os jornais eram discóides [saucer-like] em forma. Em semanas centenas de relatos destes discos voadores surgiram por toda nação. Enquanto as pessoas presumivelmente pensavam que estavam vendo as mesmas coisas que Kenneth Arnold viu, havia uma enorme ironia que ninguém na época percebeu. Kenneth Arnold não relatou ter visto discos voadores. Em uma lembrança do incidente para o Primeiro Congresso OVNI Internacional em 1977 Arnold revelou que o termo disco voador surgiu por causa de um 'grande mal-entendido' por parte do repórter que escreveu a história para a United Press. Bill Bequette perguntou-lhe como os objetos voavam e Arnold respondeu que 'Bem, eles voavam erraticamente, como um disco se você o jogar pela água'. A intenção da metáfora era descrever o movimento dos objetos, não sua forma.
Arnold declarou que os objetos 'não eram circulares'. Uma olhada no desenho que ele fez para seu relatório para a Força Aérea pouco depois do incidente confirma a veracidade desta declaração. É difícil descrever em uma palavra ou duas; forma de besouro é o melhor que se pode imaginar. Independente de como você o descreva, uma coisa é certa. Não é a elegante perfeição geométrica alien que nós chegamos a conhecer e nos mistificar".
(Extraído de texto de autoria de Martin S. Kottmeyer)
Independentemente do equívoco, a expressão "discos voadores" logo foi adotada pela imprensa para definir um fenômeno múltiplo e que tem recebido vários nomes, de acordo com a época e a cultura dos locais onde ocorre. 

vaticano_ufo
Saiba o que há por trás da Ufologia, teoria que muitas vezes se apresenta como ciência, defendendo a existência de vida fora do Planeta Terra, e como essa crença é misturada com os conceitos bíblicos para enganar o povo.
Há pouco tempo apareceu a notícia de que a igreja católica está reconhecendo e aceitando o fenômeno UFO, eles afirmam que os ETs existem e que somos filhos do mesmo Pai chamando-os de nossos irmãos extraterrestres e ainda acrescentam “Que diferença faz se os anjos em vez de asas tiverem astronaves? Os católicos crêem que muitas passagens da bíblia podem ser interpretadas de maneira ufológica segundo o padre jesuíta José Gabriel Funes, diretor do Observatório do Vaticano.

Além da igreja católica, os ocultistas e uma parte das pessoas também acreditam na existência desses seres.
Os ocultistas acreditam que estamos em um processo de transição planetária e a terra vai evoluir para uma próxima “Era” ou “Ciclo”  e que dentro desse processo seremos ajudados pelos extraterrestres, a nível físico e também astral. Os extraterrestres serão encarregados do processo de resgate, são eles que estão separando o “joio do trigo” e levarão parte das pessoas para um lugar seguro enquanto a terra passa pela turbulência da transição. São eles também encarregados na tarefa de reconstrução do planeta.
Notou algo familiar?
É impressionante como as pessoas deturpam os conceitos da bíblia sagrada, misturando-os com outras doutrinas para enfatizar sua crença.
Os fenômenos da ufologia têm ganhado cada dia mais ênfase e esses fenômenos serão mais uma das desculpas utilizadas para desmentir o arrebatamento da igreja na segunda vinda de Cristo.
A segunda vinda de Cristo é um acontecimento que está predito na bíblia e é uma das doutrinas mais importantes do Novo Testamento, sendo mencionada mais de 300 vezes. Cristo, pelo poder de Sua Palavra e com voz de arcanjo, arrebatara, num abrir e fechar de olhos, a Igreja remida pelo Seu sangue (1 Co 15.52). Esse arrebatamento acontecerá antes que venha o Anticristo e instale o seu domínio sobre a terra por sete anos.
“Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra”. Apocalipse 3.10
Quando isso acontecer milhões de pessoas desaparecerão da face da terra, Jesus é quem irá separar o joio do trigo e não os extraterrestres, é Jesus quem irá retirar os salvos desta terra enquanto quando o anticristo começar a reinar. Esse é o período em que Deus irá tratar com Israel e com os incrédulos, os sete anos que são chamados de Grande Tribulação.
Satanás é especialista em transformar verdades em inverdades, deturpando os versículos bíblicos, ele sempre terá uma mentira para cada profecia bíblica que se cumpre e a teoria dos Ufos são mais uma prova disso. 
Todavia, nunca foi comprovada a existência desses seres. Os únicos seres inteligentes criados no universo por Deus, além do homem, são os anjos. O que passar disso, é mentira da qual você deve afastar-se.
A imaginação dos homens sobre o universo e a crença na existência de seres extraterrestres (ETs) cresceu muito com a onda de viagens espaciais iniciada nos anos 60, e com o surgimento da ficção científica e o grande interesse da indústria cinematográfica pelo assunto.
ufo
Outro fator importante para a crença em ETs e a Ufologia disseminasse foi o aumento do número de projetos científicos da NASA (Agência Espacial dos Estados Unidos) para encontrar vida inteligente no espaço. Influenciados por isso, muitas pessoas não sabem distinguir onde termina a Ciência e onde começa a ficção. Não é raro encontrarmos alguém que acredita na existência de ETs. Porém, a Bíblia não apóia tal crença.
Muito bem, mas o que quer dizer a palavra, ufologia: vem da sigla UFO (Unidentified Flying Objects), que corresponde ao português OVNI (Objeto Voador Não Identificado). A Ufologia é a área que estuda a possibilidade de existirem seres em outros planetas e galáxias. A ufologia não tem base bíblica. Veja algumas razões para isso:
a) Antes de Deus criar os seres vivos narrados em Gênesis 1, não há referência a outros seres além dos anjos bons e maus. – A Bíblia diz que, antes de Deus criar o primeiro ser vivo no universo, além dos anjos bons e maus que já existiam, não havia se quer luz cósmica (Gn 1.1-3). Isso significa dizer que não existem outros seres vivos no universo além daqueles que Deus criou no relato de Gênesis e dos seres espirituais que existiam antes da Criação: os anjos de Deus, o diabo e os anjos caídos ou demônio, citados em Hb 1.3-7 e Ef 6.12.
Há quem se pergunte: “Será que Deus não poderia ter criado outros seres nos outros planetas do universo?” Sim, poderia, mas não o fez. A Bíblia não fala em nenhum momento sobre isso. Pela Bíblia, sabemos que Ele criou os anjos, o universo, os planetas, a Terra, a natureza, os animais e o homem. Não há registro de que Deus tenha criado algum ser a mais do que esses. Se tivesse feito isso, com certeza teria sido registrado na Bíblia.
b) Se houvesse mesmo ETs, a Salvação de Cristo deveria alcançá-los também – A Bíblia fala que a obra de Cristo na cruz tem alcance universal. Porém, em nenhum momento a Palavra de Deus se refere a ETs sendo alcançados por essa obra salvífica.
A Bíblia diz que o sacrifício de Cristo na cruz do Calvário para remissão de nossos pecados é singular, único (Hb 9.28). Isto é, não houve nem haverá algo parecido. A Palavra de Deus não fala de várias intervenções de Deus em lugares distintos do universo para salvação de criaturas de mundos diferentes. E as Sagradas Escrituras ainda descrevem a exaltação de Cristo em sua Segunda Vinda como algo que acontecerá perante todo o universo, e em nenhum momento há referências a ETs (Ap12.12; 18.20).
c) Muitas pessoas que dizem ter tido contato com alienígenas na verdade tiveram contato com demônios – A Bíblia diz que o diabo pode até se transformar até em anjo de luz, para enganar (2Co 11.14). Quanto mais em supostos extraterrestres! As Escrituras também nos advertem quanto aos riscos que corremos quando nos envolvemos com seres espirituais que vivem no espaço, entre o Céu e a Terra (1Co 10.20,21; Ef 6.12).
d) As contradições da Ufologia – Há muitas contradições na Ufologia que são o suficiente para a desmerecermos. Por exemplo: já confundiram balões, meteoros, aviões, helicópteros, o planeta Vênus e o parélio (mancha brilhante que aparece ao lado do sol) com discos voadores. Outro detalhe: a maioria das pessoas que testemunharam ter visto OVNIs ou ETs é envolvida com ocultismo, espiritismos, paranormalidade etc. Via de regra, nas histórias que são contadas, os supostos ETs conversam por telepatia e usam hipnose! É ocultismo puro! Além disso, muitas das pessoas que relatam essas experiências têm sérias dificuldades de explicar exatamente o que viram, o que provoca interpretações errôneas.
O cientista Carl Sagan, um dos maiores e mais respeitados ufólogos de todos os tempos, investiu boa parte da sua vida e dinheiro em busca de ETs. Em sua procura, foram usados sofisticados aparelhos. Sagan chegou a construir um Centro de Escuta Intergaláctico. Porém, antes de falecer, afirmou que nunca conseguiu fazer pelo menos um contato com extraterrestres. Foram tempo e dinheiro perdidos.
A existência de seres extraterrestres inteligentes é uma grande mentira, e o pai da mentira é o diabo (Jo 8.44).
e) As visões do livro de Ezequiel não se referem a ETs – Segundo os ufólogos, os registros dos profetas bíblicos estão cheios de referências a ETs. Porém, uma ligeira olhada na passagem de Ezequiel 1, mostra-nos que o profeta estava tendo claramente uma revelação divina, e não uma visitação óvni.
Erch Von Daniken argumenta em seu livro: “Quem falou com Ezequiel?” Que espécie de seres eram? ´Deuses´, segundo a concentração tradicional, certamente não eram, pois esses provavelmente não necessitam de um veículo para ir de um local para outro. A nós, essa espécie de movimentação nos parece incomparável com a concepção de um Deus Todo-Poderoso. (...) Os ‘deuses’ falaram com Ezequiel e instaram para que doravante restaurasse a lei e a ordem na terra”.
Essa lógica é absurda, já que o profeta deveria dirigir sua mensagem aos judeus, e a restauração a que se refere o texto bíblico é moral e espiritual (Ez 2.1-7, 17-21). Se os ETs quisessem uma restauração internacional, deveriam ter falado não com um humilde profeta de um povo exilado, mas com o rei do Império Babilônico, Nabucodonosor.
Segundo os ufólogos, todas as intervenções divinas sobre Israel seriam, na verdade, intervenções de ETs e não de Deus, o que contraria a Bíblia (Ez 1.1,28). Não há nenhuma base bíblica para crermos em ETs. Isso não passa de superstição, e o cristão não deve ser supersticioso (1Tm 4.7).
“Muitos têm sido enganados por falsificações, por fatos que aparentemente são reais, a tal ponto que, por eles, vão às últimas conseqüências. E a falsidade é uma característica do diabo, o pai da falsificação” Matin Lloyd-Jones.
Fontes: