Buscar

terça-feira, 28 de agosto de 2012

MEDITAÇÃO





A divulgação das práticas de meditação no mundo contemporâneo recebeu uma grande contribuição das técnicas milenares preservadas pelas diversas culturas tradicionais do oriente.
Uma das escolas em que ela evoluiu independentemente foi o Sufismo.
Nas filosofias religiosas do oriente, como, BramanismoBudismo e suas variações como oBudismo Tibetano e ZenTantra e Jainismo, bem como nas artes marciais como I-Chuan e Tai Chi Chuan, a meditação é vista como um estado que ultrapassa o intelecto, onde a mente é posta em silêncio para dar lugar à contemplação espiritual. Esse "calar a mente" induz uma volta ao centro (meio, daí meditar), para o vazio interior.
30 minutos é o tempo médio de iniciantes, mas conforme um aprendiz se aperfeiçoa e se acostuma a meditação, esse tempo pode aumentar até para horas, dias, ou em casos excepcionais, até meses, como foi o caso de Palden Dorje. Entre os meditadores mais avançados, o que mais implica em um maior tempo de prática, são as dores no pescoço e dormência nas pernas,assim entrando no estado de sono.
A meditação pode ser praticada por diversos motivos, como simples relaxamento, até a busca pelo Nirvana. Muitos praticantes da meditação têm relatado melhora na concentração, consciência, auto-disciplina e equanimidade