Buscar

domingo, 12 de agosto de 2012

A FORÇA DA CRUZ, DE SÃO CIPRIANO E SÃO BARTOLOMEU


Como fazer a cruz

Pegue três pedaços de pau de cedro, um mais comprido, dois mais
curtos, para formarem os braços com alecrim, arruda e aipo. Coloque em cada
braço, em cima e embaixo da parte mais comprida, uma massa pequena de cipreste,
coloque em água benta por três dias seguidos e retire da água ao dar meia-noite,
dizendo as seguintes palavras em forma de oração: "Cruz de São Bartolomeu, a
virtude da água em que estiveste, e das plantas e madeiras de que és formada,
que me livre das tentações do espírito do Mal, e traga sobre mim as graças de
que gozam os bem-aventurados. Em nome do Padre e do Filho e dos Espírito Santo.
Amém" Repetir as palavras, murmuradas, quatro vezes. "Cruz de São Bartolomeu, a
virtude da água em que estiveste, e das plantas e madeiras de que és formada,
que me livre das tentações do espírito do Mal, e traga sobre mim as graças de
que gozam os bem-aventurados. Em nome do Padre e do Filho e dos Espírito Santo.
Amém" Repetir as palavras, murmuradas, quatro vezes.

Como usar a cruz

A cruz deve ser levada dentro de um saquinho de seda preta
benzida, ou junto ao corpo suspensa ao pescoço por um cordão preto. Não se deve
deixar que outras pessoas a vejam, fazendo o possível para ocultá-la. Quando
desconfiar que alguém lhe lançou mau-olhado, deverá, ao deitar-se, beijar a cruz
três vezes e fazer a oração à cruz de São Bartolomeu. Ao levantar-se, deverá
também beijar a cruz três vezes e rezar um Padre-Nosso e uma Ave-Maria.